Fugindo da crise na Venezuela, imigrantes tentam emprego em RR e pedidos de carteira de trabalho disparam



Antes incomum em Boa Vista, cidade com pouco mais de 326 mil habitantes, a cena agora é corriqueira. De segunda a domingo, dezenas de venezuelanos fugindo da fome e do desemprego no país natal lotam semáforos da capital de Roraima em busca de serviço. Com placas em um português simples, eles resumem um único pedido: procura-se trabalho.

Nos últimos sete meses, o Ministério do Trabalho no estado (MTE-RR) registrou um recorde de emissão de carteiras de trabalho a venezuelanos. De janeiro à última segunda-feira (24), foram quase 3 mil carteiras entregues a cidadãos venezuelanos. Em 2015, emitiram-se apenas 257 documentos, e 1.331 em 2016.

Os números indicam que há centenas de venezuelanos atrás de trabalho em Roraima.O índice aumenta à medida que se agrava a crise no país fronteiriço - nos últimos meses a tensão política se intensificou e protestos já deixaram mais de uma centena de pessoas mortas.


Venezuela vive clima de expectativa para a eleição da Assembleia Constituinte

Porém, o desemprego tem crescido no estado, e muitos estrangeiros se enfileiram nos semáforos para pedir trabalho ou mesmo se oferecer para serviços informais que dispensem o registro na carteira de trabalho. No primeiro trimestre deste ano uma pesquisa do IBGE revelou que em Roraima a taxa de desemprego ficou em 10,3%, representado um índice nunca registrado no estado.


Carlos Eduardo, de 29 anos, fez a carteira de trabalho, mas ainda não conseguiu emprego formal em Roraima (Foto: Emily Costa/G1 RR)

O ex-guarda nacional venezuelano Carlos Eduardo, de 29 anos, está nesse grupo. Ele mora em Roraima há um mês e diz que deixou o trabalho na cidade natal, Puerto Ordaz, porque o filho menor sofreu um acidente e perdeu o olho esquerdo.

"O seguro da guarda não cobria o atendimento para ele, e o dinheiro não dava para comprar remédios. Então vim para cá ajudar minha família e principalmente meu filho", relata o venezuelano, que já tem carteira de trabalho.

Enquanto não encontra emprego fixo, ele limpa para-brisas em semáforos na Zona Norte da capital. Entre um intervalo e outro, pendura no pescoço uma placa onde se lê: procuro emprego, diária-fixo.

"Tenho vários cursos na área de segurança, mas aqui no Brasil aceito até trabalhar como pedreiro para conseguir enviar ajuda a minha família", diz Carlos Eduardo.

Outro venezuelano que luta para conseguir trabalho é Héctor Celorio, de 28 anos. Natural de Maturín, na Venezuela, ele quer trabalhar para ajudar os pais, que ainda moram do outro lado da fronteira, no país governado por Nicolás Maduro.
Enquanto não consegue emprego formal, Héctor Celorio limpa carros em um semáforo da capital (Foto: Emily Costa/G1 RR)

"Estou em Roraima há quatro meses e não consegui nenhum emprego formal, só diárias que pagam mal. Quero um trabalho estável, uma ajuda. É o que todos queremos", diz Héctor.

Aos 42 anos, Alfredo Sanabrio passa pela mesma situação. Com a carteira de trabalho em mãos, todos os dias ele percorre as ruas de Boa Vista atrás de um emprego formal ou de algum serviço.
Com a placa de 'procura-se trabalho', o ex-comerciante está em busca de uma oportunidade de emprego na capital (Foto: Emily Costa/G1 RR)

"Na Venezuela, era comerciante, mas aqui aceito trabalhos de faz-tudo. Aqui está um pouco difícil arrumar trabalho, o movimento está fraco. Mas mesmo assim, prefiro ficar aqui porque na Venezuela não tem emprego e os preços das coisas são muito altos", relata Alfredo.

Imigrantes na linha de frente do desemprego

No entendimento do professor da Universidade Federal de Roraima (UFRR) e especialista em questões fronteiriças, João Carlos Jarochinski, o índice de desemprego de venezuelanos está associado ao cenário de recessão.

"É comum quando se tem um cenário de desemprego que o primeiro segmento a ser atingido seja o dos imigrantes. Isso é fato. No caso de Roraima, o que temos que analisar é que os venezuelanos têm uma chegada mais recente e foi encadeada em um processo de recessão", explica.

Número de pedidos de refúgio de venezuelanos em 2017 já é mais que o dobro que o de 2016 em Roraima
Especial: Venezuelanos no Brasil
Refugiados venezuelanos mudam de carreira para arranjar emprego em RR

Emissão de carteira de trabalho

Diariamente, a movimentação na sede do Ministério do Trabalho em Roraima é grande. A chefe da emissão de carteiras de trabalho no estado, Síntique Braz, estima que pelo menos 70% dos atendimentos diários no órgão são feitos a venezuelanos que querem obter o documento.

"A demanda vem crescendo em razão dos problemas, principalmente, na Venezuela. Do ano passado para cá, mais que duplicou", disse Síntique, acrescentando que os 99% dos venezuelanos que pedem a carteira de trabalho também solicitam à Polícia Federal refúgio no Brasil.

O aumento no número de pedidos de carteira de trabalho foi tanto que Roraima teve de pedir carteiras dos estoques do Acre e Amapá.


Emissão de carteira de trabalho a imigrantes sobe em três anos em RR

Exploração de mão de obra

À medida que aumenta a entrada de venezuelanos no país à procura de emprego, aumentam também as denúncias de contratações irregulares.

Há três meses, por exemplo, quatro venezuelanos foram resgatados de uma empresa onde trabalhavam em condições análogas a de escravos, segundo o MTE-RR.

O chefe da Fiscalização de Trabalho, Aécio Andrada, disse que muitas empresas se aproveitam das condições de vulnerabilidade dos venezuelanos para fazer contrações irregulares.

"Existem aqueles que ainda não conseguiram tirar esse documento e procuram trabalhar de qualquer forma para sobreviver, só que em condições irregulares, porque ainda não estão com a carteira de trabalho de estrangeiro. Quando a gente fiscaliza e encontra essas irregularidades, tomamos as providências que o Ministério do Trabalho tem a obrigação de tomar”, citou.

Imigração venezuelana

O agravamento da crise na Venezuela fez aumentar o número de venezuelanos vivendo em Roraima. Dados da Polícia Federal mostram que, desde 2014, tem havido um aumento constante nos pedidos de refúgio por parte de venezuelanos que querem morar no estado.

Só nos primeiros seis meses deste ano, a Polícia Federal em Roraima já recebeu 5.787 pedidos de refúgio, cerca de 3,5 mil a mais do que em todo o ano passado. Sem um abrigo permanente onde possam ficar e dinheiro para alugar ou comprar uma moradia, algumas famílias estão morando em uma praça no Centro da capital.

*Colaborou Rede Amazônica Roraima

COMENTÁRIOS

Nome

@alba,1539,@alba Destaque,55,@deputadonelsonleal,30,@oficialalexlima,6,@ottofilhooficial,1,#alba,133,2021,3,5G,3,aborto,2,abril,1,Abuso Infantil,4,Acidente,10,ACM NETO,7,ACM Neto Tranca Rua,2,Adolfo Menezes,4,aglomeração,1,Aids,3,ajuda,1,ALBA,267,Alemanha,1,Aliança Pelo,26,Aliança Pelo Brasil,118,aliciador de mulheres,1,amamentação,1,amazônia,1,Aras,1,armas,3,Arthur Lira,1,artistas,1,Assassina,7,assassinato,6,assediador,1,Assembleia de Carinho,17,Assembleia de Deus,15,Assembléia Legislativa,38,atleta brasileira,2,Augusto Aras,2,autoescolas,1,Auxilio,11,avanço,1,AVANTE,9,Bahia,1607,Banco Central,1,bancos,1,Bandido,19,BANDIDOS,18,Barcelona,1,barreira,1,BNDS,5,Boa Ação,1,bolsas,1,BOLSONARO,283,Bom Despacho,1,Brasi,20,Brasil,1552,Brasil@alba,1,Brasilia,41,Brasília,22,briga,1,Cadeias,1,Camaçari,7,Câmara,2,Campo Alegre,1,candeias,2,capitais,1,Carnaval,5,Ceara,1,Ceará,1,censura,1,China,5,China Assassina,8,China Comunista,12,Chuna Comunista,13,chuvas,1,Cidades,64,Cipó,2,Cloroquina,4,CNN,1,Coelba,1,combater,1,comercio,3,COMUNISMO,4,concurso,2,coragem,1,Coronavirus,95,Coronel do Ceará,2,Corpo de bombeiros,1,Corrupção,26,Corrupto,18,covid,13,covid-19,25,cracolândia,1,crianças,4,Crime,13,Crime Organizado,34,CRIMINOSOS DA POLITICA,2,CRIMINOSOS DA POLITICIA,45,crise,1,Cristão,3,cristãos,1,crítica,1,cuba,1,Cultura,7,Damares Alves,2,Dayane Pimentel,1,Debora Santana,5,Débora Santana,3,Decretos Abusivos,4,Decretos de Prefeitos,3,delivery,1,denuncia,3,Denúncia,1,Deputado Isidório,4,desrespeito,2,desta,2,Destaque,1248,Detaque,81,Detran,3,DF,1,Dia das Crianças,1,dia dos avós,1,Diário Oficial,1,dias dos pais,2,Dias Toffoli,1,dinheiro,8,Direitos Humanos,9,Distrito Fedral,1,ditadores da Bahia,14,Ditadura,2,doença mental,1,dólar,1,Donald Trump,5,drogas,4,economia,83,Eduardo Alencar,3,Eduardo Bolsonaro,6,Educação,50,Eleções,7,Eleição,13,eleições 2020,53,eleições 2022,2,Elizeu Rosa,48,Embaixador,1,embasa,7,Emprego,1,Enem,5,Entretenimento,14,Escândalo,1,escola,2,Esporte,22,Esquerda,2,Estado de Sítio,1,estuprador,4,EUA,4,Eunápolis,4,Europa,2,Evangelicos,1,Evangélicos,5,Exercito,4,Explosão,1,EXTREMA ESQUERDA MBL,13,faculdades,1,fake news,1,falecimento,1,falso profeta,1,FBDH,5,FBDH.ORG,9,Fé,2,Feira de Santana,8,Feira de São Joaquim,1,Felipe Felipe Neto,1,Felipe Neto,1,feminista,1,fenômeno,1,FGTS,2,FIES,4,Fora Rodrigo Maia,1,Fundação Dr. Jesus,3,Futebol,8,Gasolina,2,Gay,2,General Mourão,4,geral,29,GLO,1,Globo,2,Gospel,3,Governadores Ditadores,4,Governo,4,guarajuba,1,Harvard,1,herói,1,hidroxicloroquina,5,HIV,1,Home,1,homicidio,1,hospital,3,IBGE,1,igrejas,3,Ilha de Itaparica,1,Ilhéus,2,Imposto,1,Indígenas,2,Injustiça,6,INSS,6,instagram,1,Insulina,1,Interior,42,Internacional,82,Internacional.,6,Internet,1,investigação,1,Ipiaú,5,irã,1,Isidorio,6,isolamento,2,Israel,3,Itabuna,5,Itamaraju,53,Itapetinga,22,Jaguaquara,12,japão,1,japonês,1,Jejum Pelo Brasil,1,Jequié,42,jovens,1,juamento,1,juazeiro da bahia,1,julho,1,Justiça,46,Ladrão,3,Lauro de Freitas,12,Lavagem de Itapuã,2,Lençóes,6,Lésbicas Assassinas,3,LGBTI+,1,Libano,1,Líbano,1,Liberdade de Culto,2,Libertação,2,Literarura,2,litoral,1,lixo,1,Lula,1,Maconheiro,1,Madonna,1,Madre Deus,1,Malandro,1,maniaco,1,manifestação,1,Mar Grande,1,MARGINAIS,5,Maria Quiteria,2,MBL,1,MEC,2,médica,2,médicos,1,Meio Ambiente,9,mendigos,1,Michelle Bolsonaro,2,militares,3,Minas Gerais,1,minha casa,1,minha vida,1,Ministério d Justiça,8,ministério da saúde,3,ministério público,5,Ministra Damares,7,Ministro da Infraestrutura,1,Ministro Moro,1,Minstro Moro,1,money,1,moradores de rua,1,MP,1,MPF,12,MST,1,Mundo,128,música,1,Nacional,1,Naja,1,Nas Ruas,1,Natura,1,Nelson Leal,6,Neque,1,Netflix,1,neto,2,Netque,1,Netue,1,Netueque,1,Netuque,1,Nikolas Ferreira,2,Niterói,1,Nordeste,6,Notícia,75,Notícias,70,nova Cédula,1,nova ordem mundial,1,Olavo de CARVALHO,1,Olimpíada,1,OMS,1,ONU,2,Oração pelo Brasil,3,orcrim,1,Otto Alencar,1,Otto Filho,5,pandemia,20,Partido,3,Partido Chines Criminso,2,pastor,1,Pastor Paulo Manchinha,1,PASTORA,1,Pastores,1,patriotismo,1,Paulo Guedes,1,PCDF,1,pedofilia,4,pedofilo,1,perigo,1,pertubação,1,Peste Chinesa,5,petista,1,Petrobras,3,PGR,5,planetas,1,Pobreza,1,poli,1,Policia,24,Polícia,6,Polícia & Poder,5,Policia Federal,18,Politica,325,Política,2,Politica & Poder,61,Política&Poder,48,Porto Seguro,8,Pr Edson Freitas,1,Prado,1,praias,1,preconceito,1,prefeito,1,prefeitos,1,Presidente da Republica,3,Presidente Tancredo Neves,2,presidio,1,PRF,1,Privação de Liberdade,1,prouni,1,PSD,3,PSL,1,PSOL DE TRAFICANTES,3,PT,3,quarentena,1,que,1,Receita Federal,1,redes social,5,Reforma Política,1,Regional,72,religiao,1,RIO,1,Rio de Janeiro,11,Rodoviária,1,roubo,1,Rui Costa,2,Rural,1,Ruy Barbosa,1,Salvador,1112,Sandro Moreira,1,Santa Lúzia,1,São Paulo,6,satanista,1,Saúde,122,Secretária de Educação,2,Segurança Pública,4,Sergio Moro,5,Silas Mlafaia,2,Simoes Filho,39,Simões Filho,13,STF,23,STJ,1,surto,1,SUS,1,táxi,1,tecnologia,1,Teixeira de Freitas,8,Teobaldo Costa @TeobaldoCostaOficial,1,Terroristas,2,toquio,2,tóquio,1,trabalho,1,trafico,1,TRAIRA,1,transporte,2,TRE,2,tremor,1,TRT-BA,1,TSE,4,twitter,1,UFBA,1,UFRB,1,Uruçuca,1,v,1,vacina,3,Valença,1,Vera Cruz,2,vereador,1,Vereadora de Salvador,5,Viados,1,Vilas-Boas @alba,2,Violência,6,Violência contra a Mulher,2,violencia contra mulher,1,Virus Chines,29,Vírus Chines,3,Vitoria da Conquista,1,Vitória da Conquista,2,zoavírus,1,
ltr
item
ElIzeu Rosa: Fugindo da crise na Venezuela, imigrantes tentam emprego em RR e pedidos de carteira de trabalho disparam
Fugindo da crise na Venezuela, imigrantes tentam emprego em RR e pedidos de carteira de trabalho disparam
https://s2.glbimg.com/IM-IEBXXxTdp9SS0QzYyGSmXWtI=/0x192:4032x2687/1008x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2017/A/T/2uskHVScyhaPHfs024lg/img-1303.jpg
ElIzeu Rosa
https://www.elizeurosa.com.br/2017/07/fugindo-da-crise-na-venezuela.html
https://www.elizeurosa.com.br/
https://www.elizeurosa.com.br/
https://www.elizeurosa.com.br/2017/07/fugindo-da-crise-na-venezuela.html
true
6341990285206122733
UTF-8
Loaded All Posts Não foram encontrados posts VER TUDO Mais informação Resposta Cancelar resposta Excluir De Home PAGES NOTÍCIAS View All RECOMENDADO PARA VOCÊ NOTÍCIA ARCHIVE PESQUISA ALL POSTS Not found any post match with your request Pagina Inicial Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novenbro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy